12 de fevereiro de 2009

Osama


Eu gosto dele.
Do Osama.
Quer dizer, do Obama.

Obama é a salvação para a fome e a Aids na África, para a guerra do Afeganistão, do Iraque, do Vietnã e do Golfo.
Obama é o cara que vai colocar o PAC para funcionar, destravar a língua presa do Lula e ainda dar um jeito na cara de pau do Hugo Chavez.
Obama é o Presidente de todas as nações, o salva-mundo, o negão que chegou para ficar e salvar os Americanos deles mesmos, como se o próprio Obama não fosse Americano.
É por isso que o mundo ama Obama. Obama é o Presidente Americano com menos cara de Presidente Americano, e é por isso que adoramos Obama. Adoramos Obama por ele nos enganar que ele não é Americano.
Ledo engano. Obama é Americano, nacionalista e ainda por cima democrata.
Tomamos ódio mortal dos Republicanos Americanos por causa de George, o Bush, mas nos esquecemos que foi na era Bush que os Americanos ficaram mal dentro do EUA.
Ora, Obama é protecionista e Bush um guerrilheiro.
Economicamente, e como um "não-Americano" e "não-atacado pelo EUA", prefiro um guerrilheiro.
Obama é protecionista, subsidiador e vai levar ate as últimas consequências o seu objetivo: ser Presidente dos Estados Unidos.
Não Presidente do mundo.
Obama é Americano e irá, de todas as formas proteger os EUA contra tudo e todos.
Exportação de gado, soja, e a mão-de-obra ilegal que adoramos mandar pro EUA estão com os dias contados.
Obama é protecionista, como todo democrata, e como pais exportador, perderemos muito com Obama.
Ninguém esta se lembrando disso.
O mundo emergente ira piorar com Obama. Obama irá subsidiar o gado Americano, a soja Americano, o pedreiro Americano, o eletricista Americano e nos iremos, no melhor estilo Obama, "yes, you can´t". Não poderemos mais.
Obama, o Barack, pode ser simpaticão, parecido com o Denzel washington, mas não é um heroi de Hollywood.
Obama é Americano.
Presidente Americano.
E conseguiu, sutilmente e heroicamente, fazer com que o mundo se esquecesse desse detalhe.


Obama não irá nos salvar,e, mesmo com todo amor e compaixão que tenho com os Afegãos, gosto mais de mim mesmo.



ass: Regies Celso

Um comentário:

Ricardo Thadeu disse...

Amigo, foi o melhor texto sobre o Osama, digo, Obama que eu já li até hoje. De fato o mundo perde com a entrada de um protecionista.

Achei seu blog procurando uma foto do democrata pra colocar em um texto meu, daí li por cuiosidade o artigo e gostei pra caramba!

Até outra vez.