24 de outubro de 2007

Coluna 3: A Justiça.


Condenaram o sujeito que matou a missionária Dorothy Gestautdhjbters.
27 anos, de novo.
Isso me fez refletir com base em meus conhecimentos jurídicos an passan, de que o judiciário, e todo sua base de funcionamento é, de fato, uma bosta.
Como um assassino condenado a mais de 20 anos tem direito a um segundo Júri, o cara enrola eternamente pra ir pra cadeia. Depois ainda rola um Tribunal de Justiça (Segunda Instância, para os leigos).
Acontece que o Tribunal de Justiça é composta por uma centena de velhinhos, que foram tocados por algum dom divino, já que tem absoluta certeza plena de que são Deuses. E esses mesmo velhinhos votam, via de regra em grupinhos de 3, a vida das pessoas.
Funciona da seguinte forma:
Velhinho 1- Relator: Pega o caso do cara que matou a missionária, passa para o estagiário que escreve qualquer merda.
Velhinho 2- Revisor: Nem toma conhecimento, vota acompanhando o estagiário do Velhinho 1.
Velhinho 3- Vogal: Nem toma conhecimento de nada. Nem sabe do processo. Seu estagiário vota de acordo com os outros dois estagiários.

Após esses votos, acontece uma solenidade, que se chama “Sessão de Julgamento”.
O Advogado do Assassino, ou de qualquer outro caso, fala pra os velhinhos, tentando modificar o voto deles, em prol de seu cliente.
Enquanto o Advogado fala, os Três Velhinhos dormem, na maior cara de pau, e o Velhinho 1 acorda quando se faz silêncio, o que significa que o Advogado terminou (Funciona, mais ou menos, quando você está dormindo com a TV ligada e acorda quando alguém a desliga).
Quando o Velhinho 1 acorda, ele finge que prestou atenção, e elogia a sustentação oral do advogado, mas, que, já tem uma posição tomada (que ele nem sabe se vai favorecer os interesses do locutor a sua frente), e lê o voto do estagiário.
Quando ele termina, o Velhinho 2 e o Velhinho 3 acordam e votam de acordo.
E você foi pra cadeia.


Ass: Regies Celso.

Um comentário:

Renner disse...

Velhinho FDP ....