5 de maio de 2008

Coluna 6: O Meu (Alter) Ego


Adoro expressões como “Gosto não se discute” ou “Gosto é igual bunda”.
Na verdade, pra mim, essas expressões explicitam a ineficiência e burrice de alguém que não sabe expor suas razões e suas convicções a ponto de convencer uma outra.
Pra mim, gosto se discute sim!
Quem nunca ficou enojado ao ligar a TV aos domingos e ver o Faustão? É claro que ele só está lá porque alguns “Zé Ruelas” gostam do gordinho. Esse gosto é altamente discutível.
E por aê vai! Isso acontece com os metaleiros que adoram o metal setentão e acham que são os donos da razão. Eles podem ser um bando de imbecis alienados e mortos no passado, mas tem tanta convicção que o seu “gosto lixo” é o melhor, único e supremo, que discutem com qualquer pessoa até a morte, cheios de teses musicais inspiradas em cachaças e cervejas de segunda categoria, para provar detalhadamente e cientificamente que o seu gosto musical é melhor do que o seu.
Isso é excelente.
Eu, por exemplo, tenho certeza que tenho o melhor gosto musical que existe, o melhor gosto para filmes e o melhor gosto para livros, programas de TV e qualquer outra coisa. Tudo dotado de uma imensa razão e propriedade disposta a discutir o gosto de qualquer um que me desafiar uma discussão regada a muita cerveja em um buteco 24h.
Isso é fato consumado. Não existe alguém mais inteligente, e de bom gosto, do que Eu.
A melhor maneira de descobrir se uma pessoa tem bom gosto antes mesmo de conversar com ela, é repará-la antes.
Pessoas inteligentes têm bom gosto. Pessoas burras, têm mal gosto.
Pessoas extremamente inteligentes, em sua maioria, não freqüentam academia, restaurantes naturais, não tomam açaí, e não fazem nada disso que possa ser chamado de “Vibe de culto ao corpo”.
Pessoas inteligentes valorizam muito mais o interno do que o externo, por isso, as pessoas mais inteligentes, quase gênios, são introspectivas, não conversam muito, a não ser que você puxe o assunto, e não são encanados com atitudes para serem cultuados esteticamente.
Não é raro encontrar um gênio alcoólatra, mas um ex-lutador de Jiu-Jitsu alcoólatra é inexistente.
Para conhecer o verdadeiro bom gosto, há que se seguir e reparar nas pessoas realmente inteligentes.
Não estou falando da anta do Jô Soares, mas talvez aquele tiozinho que fica sentado no bar da esquina da sua casa todos os dias, desde a hora que você sai do trabalho até a hora que você volta da aula de noite.
Esses caras têm bom gosto e inteligência. Reze para que eles não discutam com você.
Ou então diga que gosto não se discute, e prove toda a sua burrice enrustida nas suas péssimas preferências.


Ass: Regies Celso.

2 comentários:

Cris disse...

Devo confessar que ao começar a ler esta publicação, imediatamente, rolei a bolinha do mouse, desci até o final, para me orgulhar que, além de inteligente e ter bom gosto, sou glossomante.
Vi a assinatura. Só podia ser.

Concordo plenamente com você...sou inteligente e tenho bom-gosto, de acordo com tuas próprias definições.
Tanto que frequento o Filosofias de Parede, quando não dá pra ir ao buteco.
Só não entendi a história do ex-lutador de jiu-jitsu...
Lutadores de jiu-jitsu não bebem? Bebem sim! e saem dando porrada em todo mundo por aí. Principalmente se forem ex.
O que é discutível aqui é se são capazes de beber como todo homem de bom-gosto e inteligente.

O resto que foi dito é uma questão de gosto mesmo.

Poesia de Graça disse...

Ben antes de ler ter artigo e pensando em caras que se acham os tais que compus esse poema:
UM CARA DEMAIS

Eu sou um cara demais
Nem sei se sou como os outros demais.

E o que tem isso demais?
Demais é você acreditar.
Sossega, rapaz
Ser besta de vez em quando
Não pode fazer mal demais.

Fala sério, amigo
No fundo, no fundo
Todo mundo se acha o tal
Diz aí, diz aí
Confessar não vai te fazer mal demais.

Ei, amigo
Sabe qual é o perigo
De ser demais?
É pensarem que estou sobrando
E me jogarem fora
Não é assim que se faz com as sobras?

Sobra, eu?
Ah! Não.
Isso é mais que demais
Vou me aquietar
Mas não demais.

Demais, eu?...
É... Demais...
Sou demais?...

Autoria: Luiz Flor dos Santos, pastor na cidade de São Gonçalo do Amarante, Ceará na Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida.


CONHEÇA OS BLOGS DO PASTOR LUIZ FLOR:
www.pulpito.blog.terra.com.br
www.poesiadegraca.blogspot.com