19 de julho de 2008

Cartas para um amor



As vezes partimos pra longe, mesmo sabendo que vamos voltar fica aquele buraco dentro do peito, nos perguntamos quando vai acabar, e choramos lagrimas de um amor que ficou longe de nosso coração.
Sentimos saudade, vontade de falar a todo tempo com a amada, mesmo sabendo que não existe mais assunto, mesmo sabendo que nada construtivo e interessante vai sair do dialogo, o prazer de ouvir e sentir a pessoa mais perto da gente vale a pena, na verdade vale cada centavo.
O amor é isso, o menos explicando o mais, o tudo explicando o nada, complicado? Experimente amar uma vez que você vai entender o que falo.
Gostaria de ser o Dr. Who, gostaria de ter dois corações, um já não é suficiente para carregar tanto peso, tanto amor, tanta vontade de estar perto.
Sinto falta das coisas mais simples, do cheiro do perfume, das bebedeiras juntos, das noites solitárias onde o que nos completa é somente o cigarro, o violão e uma canção.
Tentam colocar obstáculos em nosso caminho, já que a distancia é grande, mas graças a genialidade do homem existe a ponte, não é diferente nos nossos corações, mesmo a distancia, mesmo com rios em nosso caminho, o amor faz unir tudo.
Quero viver tudo que há pra viver do seu lado, cada minuto, cada segundo, porém é difícil, o fácil fica complicado, será porque? Será que mereço seu amor, você me faz acreditar que sim, e por isso viveremos eternamente juntos, em nossos pensamentos, debaixo do edredon no frio do outono e no gelo do inverno, só eu e você, só nossos corpos se permitindo.
Não tenho nada mais a falar.
Não tenho nada mais a acrescentar.
Tudo que queria te dizer, foi dito nessa carta de amor.
Quero você!!!!

Ass: Diogo Coelho

2 comentários:

Bruna disse...

loveeeeeee
ameiiiiiiiiii
a cada dia q passa eu te amo mais e mais e mais!!!!!!!!!!!!
to morrendo de saudadess
bjossssssss

Pedro disse...

Porra!
Muito bom mesmo!